domingo, agosto 22, 2010

Um dia dificil...



Desde que Arthur nasceu tivemos poucos ou quase nenhum dia tão díficil como nesta semana. Isso por que ele tomou as vacinas do 2º mês. Não pensei que o meu filhote iria sentir tanto tadinho e olha que fiz tudo direitinho,dando o tylenol bebê antes e depois da vacina. Além das dores no local (nas duas perninhas), ele ficou extremamente sensível e assustado. Chorava de modo descontrolado, nada o consolava. Nem as mamadeiras ele queria tomar. Como mãe de primeira viagem, fiquei desesperada! Colocava no colo, fazia denguinho, aconchegava e nada. Tive até raiva das vacinas, ainda sabendo da necessidade e muito mais raiva das pessoas que a aplicaram. Fiquei um pouco mais calma quando pesquisei os efeitos colaterias destas vacinas e vi que o que ele estava sentindo tinha mesmo relação com as benditas.A minha sorte é que tenho uma família maravilhosa, uma mãe e marido perfeitos que deram todo o suporte neste momento tão dificil. Fomos dando tylenol a ele e muito denguinho e paciência pois não podiamos nem tocar nele que o tadinho gemia. Como mãe sofre quando vê um filho sofrer viu? Agora entendo quando a minha mãe dizia isso.

Agora ele está bem novamente,passou... Ainda bem!

Vale a pena ler:

Pequenas reações às vacinas

- Febre. A maioria das vacinas pode provocar febre: é um sinal de que o organismo está reagindo à injeção, desenvolvendo sua imunidade. Em geral, a febre aumenta a cada dose subseqüente de uma determinada vacina. Quando ocorrer febre após a vacina, acompanhe o seu aumento. Ligue para o pediatra se a febre subir demais ou se não ceder em um ou dois dias.

- Vermelhidão local. O local da injeção pode ficar dolorido e um pouco inchado. É outro sinal de que a vacina está fazendo efeito, estimulando a reação do organismo. Aplicação de uma compressa morna no local reduzirá qualquer desconforto. Ligue para o pediatra se a área avermelhada ficar grande demais, apresentar pus ou se a vermelhidão não desaparecer depois de dois ou três dias. Às vezes, uma pequena área de dano no tecido adiposo, no local da injeção, pode causar um pequeno caroço, que demora um ou dois meses para desaparecer. Porém, se houver vermelhidão ou sensibilidade no local, ligue para o pediatra.

- Exantema. Às vezes, a vacina cria sintomas semelhantes aos provocados pela doença contra a qual a vacina é administrada. Os sintomas, que podem se desenvolver até duas semanas após a vacina, são muito brandos e, em geral, não são preocupantes.

Possíveis problemas

- Reações alérgicas. São extremamente raras, mas muito graves. Às vezes, a criança alérgica aos componentes usados na vacina, desenvolve uma reação alérgica. Por exemplo, crianças alérgicas a ovos terão problemas com vacinas feitas de vírus desenvolvidos originariamente em ovos. Os sintomas dessa reação alérgica podem incluir urticária e erupções cutâneas pustulentas, chiado, dificuldade de respirar, palidez, tontura ou taquicardia. Tais sintomas surgem alguns minutos ou horas após a vacina. Por isso, é bom esperar um pouco depois da aplicação da vacina; caso surjam sintomas como esse, procure imediatamente o posto de saúde ou a clínica. Se houver histórico de alergia na família, não deixe de informar ao médico antes da aplicação.

Um comentário:

Catita disse...

Poxa, imagino mesmo seu sentimento...lendo isso pude reviver o que senti com Amanda e, recentemente com Cadu. Este, tadinho, não aguentava nem quando a gente carregava. Não tinha posição que fizesse ele parar de chorar, devido ao inchaço da perninha. Sem falar que teve febre, horrível. E, eu claro, nem dormia...

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...