quinta-feira, dezembro 30, 2010

O primeiro Natal do Arthur - Parte I



Meninas, final de ano, correria e muito o que contar. Estou perdidinha com tanto pra dizer e com um tempo que parece estar reduzido em pelo menos 8h. Mas, preciso recomeçar não é mesmo? E para estas novidades todas não serem narradas de forma enfadonha, estou divindo-as em partes e vou intercalá-las com outros posts, de diferentes assuntos. Então vocês já sabem, vamos começar 2011 contando novidades ainda! de 2010. Vocês deixam né? :D

Conforme prometi, vou contar um pouco sobre a aventura da primeira viagem longa do nosso Tutu e o seu primeiro Natal. Isso vai render um super post, então senta ai com calma e leia tudinho tá?

A vista do Arthur
Saimos daqui mais ou menos às 9h da manhã. No dia anterior Alex tinha ido a Alagoinhas buscar o nosso sobrinho, Hiltinho para ir conosco. Fomos em dois carros. A família é grande e todos estão bem rechonchudos com meta para emagrecer em 2011. Como o nosso carro não tem ar condicionado ô pobreza! e estava é muito quente,eu e Arthur fomos com os meus pais. Hiltinho, Alex e Raisa foram com o Ronaldo, em nosso carro. Fizemos algumas pausas para as mamadas do Arthur que estava super confortável em sua cadeirinha, mas quando eu o tirava de lá para mamar,não queria mais voltar. Que a polícia rodoviária me perdoe! Mas ele viajou um pouquinho no meu colo, ainda que saiba que não é seguro,mas só foi um pouquinho viu gente?  Depois da parada para o almoço, seguimos direto. O meu marido que não gosta nada de correr, sumiu em nossa frente e chegou em Central quase 30min antes de nós. Chegamos lá umas 17:30 e foi aquela festa!

Apreciando a vista
Além dos meus avós tenho lá tios, primas e primos,todos muito queridos! Ficamos lá do dia 23 ao dia 26 e curtimos tudo o que pudemos. A cidade não oferece muitas opções para diversão,mas como o nosso maior objetivo era estar em família, tudo acabou sendo muito legal. A humilde aconchegante casa foi adaptada para a nossa chegada, com cama e colchões na sala e a alegria estava estampada em seus rostos.

Nos braços da Bisa
A cidade é muitoooooooo pequena. Para vocês terem uma idéia do tamanho, podemos percorrer toda a cidade andando. Lá vivi até os 9 anos de idade. A minha mãe é de lá, o meu pai daqui. Eles se conheceram quando o meu pai dirigia um órgão público da região.Pensamos em passar o Natal lá em virtude do nascimento do Arthur. Os meus avós tem 86 e 89 anos e ainda não conheciam o bisneto. Apesar da idade, das marcas do tempo ( o sol de lá é implacável!) e do sofrimento da vida, os dois são muito lúcidos, saudáveis e engraçados, contudo, não poderíamos esperar por outra oportunidade. Num outro post vou falar mais sobre estas duas pessoinhas que amo tanto.

Com o biso

Nos instalamos nas respectivas casas ( Alex e Raisa na casa do meu tio) e os demais na casa dos meus avós. A grandeza de seus corações é absurda. O meu tio,por exemplo, saiu do conforto do seu quarto (dormiu num colchão no chão) para ceder a cama ao meu irmão e sua esposa. Neste dia colocamos o papo em dia e dormimos cedo. A noite para nós foi infernal e os dias dentro de casa também.Como a cidade fica no sertão nordestino tem muitos pernilongos a noite, sapo cururu no quintal, muitas moscas durante o dia (por mais limpa que seja a casa). Ronaldo dormiu com o Arthur numa cama que tinha mosqueteiro (só que ele não fechou direito e isso é assunto para outro post) e eu dormi num colchão no chão. Pensei que seria refeição para os pernilongos pois não tinha levado repelente. Mas não fui! Passei um hidratante em todo o corpo e nada de picadas! Yes! Fez um friozinho bem gostoso na madrugada e até que dormi relativamente bem.

No quintal da bisa com a vovó e o titio

Sendo paparicado pelos primos na casa do tio

No dia seguinte nos organizamos da seguinte maneira: pela manhã saimos para lanchar (queriamos comer algo fora e diferente) e depois fomos para o sítio da avó da minha prima Michelle que fica num município a 5min ( Palmeiras).  Estava quente demais e claro que o Arthur ficou com os meus tios. Lá tem diversos tipos de manga e cá pra nós, comê-las embaixo da mangueira é outra coisa não é? Acho que comi umas 6 mangas! Era manga tipo exportação, espada, mamão, papo de rola, rosa... Ai,ai... E olha que nem sou muito fã viu? Imagina se fosse? O maridão não comeu nenhuma! Não gosta!!! É mole? Ficou lá, só observando e fazendo graça. Para não dizer que não comeu nada, comeu uma siriguela ( tinha poucas maduras pois não é a época). Foi tão legal!!!


Paparicado pela prima Michelle

No quintal da Bisa, com o tio Sandoval e o priminho
Meninas, estou vendo que o post está enormeeeeeeee! Daqui a pouco faço outro contanto mais coisas tá? Afinal, quero que leiam, comentem e se ficar escrevendo demais, vocês vão correr daqui né não? Além disso hoje mamis acordou estressada e deportou o meu sobrinho ( que está em férias na casa dela) para cá desde as 7h da manhã e pensem que a mamãe aqui está acordada desde as 4:30 ( Arthur está com força total!). Imaginem a loucura que está aqui em casa. Imaginaram? Conseguiram? :P
Ah,outra coisa: não se preocupem que vou postar também as fotos da aventura no sitio das mangueiras! :D 


3 comentários:

PRODUTINHOS NO CABELO AND MAKEUPS disse...

Mariza como ele ta grande e gordinho, cade vez que venho aqui já sinto ele diferente né? Meu menino de 1 ano e 1/2 é magrelinho e não engorda de jeito nenhum, mas o pediatra não se preocupa! Então um FELIZ ANO NOVO pra toda familia e em especial para o meninão.
E convida-la a participar do sorteio no blog
Bjs
Lucy

BRECHOZINHO DA MEL disse...

ai que elgal, que fofo do Arthur, coisa mais linda, nossa o primeiro natal dele foi muito legal, com os bisas isso é muito bom!!!!bjus pra vc e td sua família e um feliz ano novo, com muitas alegrias , relaizações e saude....bjusss

Marina Queiroz disse...

Que legal a viagem! leti não tem mais bisos, e Arthur é privilegiado por isso!
Vida longa a todos!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...